Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Este poderia ser apenas o lugar com uma das vistas mais privilegiadas da cidade. Acontece que, mesmo em sua atual fase em ruínas, a sede da Fazenda Segredo ajuda a remontar um pouco a história de Guapimirim desde o século XVIII. Até o início do século passado a propriedade – utilizada para a produção de açúcar e derivados – pertencia ao comandante Ribeiro da Costa. Em 1920, outro comandante da Marinha, Gilberto Huet Barcellar, que governou Magé entre 1930 e 1934, adquiriu a fazenda e atribuiu a decadência da produção agrícola local ao “precipitado” movimento abolicionista. Afinal, sem a mão de obra escrava tornou-se inviável manter os negócios gerando lucros exacerbados.

O comandante Barcellar, que hoje dá nome a uma das principais ruas de Guapi, passou a produzir aguardente. A cachaça feita no próprio alambique era vendida na região até João Seixas Júnior comprar a propriedade em 1953. Menos de 20 anos depois, a família Fauru assumiu a Fazenda Segredo (que também dá nome a um bairro da cidade). Mas o sonho de transformar o velho casarão em uma pousada não foi à frente. No final dos anos 90, ela entra em falência novamente. Infelizmente, a antiga Fazenda Segredo encontra-se inativa atualmente.

 

 
Translate »