Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Pneu, bico de mamadeira, chupeta, soro. A borracha está presente no dia a dia de qualquer pessoa, apesar de pouca gente saber exatamente como ela é feita. Em Guapimirim você pode ver de perto seu processo de fabricação. Na Rota da Borracha, além de conhecer o seringal, os participantes também verão pelo caminho um pouco da fauna local, com exemplares de pau-Brasil, jambeiro, urucum, bambu gigante, pitangueira e outras espécies comuns na Mata Atlântica.

Você também irá aprender mais sobre a história do chamado Ciclo da Borracha, fotossíntese, proteção ambiental, a origem da borracha como o alimento da planta e verá de perto o trabalho dos seringueiros. O passeio termina no Centro Cultural Seringal Guapimirim, onde os processos de prensagem e secagem da borracha serão apresentados.

A propriedade onde hoje funciona o Seringal foi comprada por Carlos Frederico de Almeida em 1979. A ideia de investir na produção de borracha surgiu após algumas pesquisas. Além do rápido reflorestamento cobrir o terreno em menos tempo, ele propicia renda por até 30 anos de exploração contínua. As primeiras 2 mil mudas foram plantadas em outubro de 1986. Alguns anos depois, mais 6 mil. A sangria só começou em 1995!

Duração: 3 horas
Serviços inclusos: guia, lanche e explanações
Preço por pessoa: R$ 50

 
Translate »